O Encanto da Serra da Freita

O Encanto da Serra da Freita

O meu primeiro contacto vamos chamar-lhe assim, com a Serra da Freita foi em 2012. Daí para cá visitei apenas mais uma vez, no entanto perdura até hoje o desejo de regressar. O acesso à Serra da Freita pode ser feito por Arouca, Vale de Cambra ou São Pedro do Sul, e integra parte do mais conhecido Geoparque de Arouca onde se inclui os famosos e na moda Passadiços do Paiva. O circuito que fiz na altura foi Vale de Cambra até São Pedro do Sul, passando na Frecha da Mizarela.

A Serra da Freita tem muitas semelhanças com a Serra da Lousã, daí talvez o encanto a que me refiro, e que vai inteiramente ao encontro da minha sensibilidade. Aldeias perdidas pelo monte, um sem número de cursos de água, flora variadíssima e a pastorícia, com as vacas Arouquesas a percorrer as fantásticas encostas serranas.

Na altura desagradou-me imenso a massificação de turistas em alguns locais, e recordo-me de ter havido imensos incêndios florestais, o que nem me surpreendeu dado ao que fui assistindo. Espero haver mais controlo neste aspecto.

Espero também  regressar a este local em breve, visitar a aldeia de Drave, ou a aldeia da Pena. Para último guardarei sempre os Passadiços do Paiva, salve mude entretanto de opinião. Deixo-vos algumas imagens da curta passagem que tive por esta Serra da Freita, um Encanto.

Segue e Partilha !
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *